Destrinchando » O Teaser de Star Wars Episode VII - Criando Heróis

Últimas Notícias

Destrinchando » O Teaser de Star Wars Episode VII



 “There has been an wakening. Have you felt it?”

E é com essa indagação, proferida por um sombrio narrador incógnito, que o primeiro teaser trailer de Star Wars Episode VII: The Force Awakens se dá início, profetizando dentro e fora da tela uma nova e, ao que tudo indica, próspera era de Guerra nas Estrelas. 

De maneira absoluta, a sequência com pouco menos de dois minutos de duração consegue chamar a atenção do mais xiita dos fãs da franquia. Seguindo a máxima de um teaser bem montado, J.J.Abrams provoca com imagens rápidas, cheias de simbolismo e nenhuma explicação, aumentando muito a ansiedade dos fãs. Mas para ajudar os mais dispersos, resolvemos destrinchar o trailer, analisando as imagens, tentando descobrir os significados e talvez responder uma ou outra questão.



O trailer começa mostrando um deserto um tanto quanto familiar. Seria Tatooine, lar da família Skywalker? Tanto a trilogia clássica quanto a mais recente se iniciam em Tatooine, o lar inicial dos protagonistas, respectivamente Luke Skywalker e Anakin Skywalker.  Seria essa uma maneira de respeitar a tradição, colocando Tatooine como ponto inicial? Só o tempo dirá, mas que foi uma bela sacada, foi.



Eis então que surge o personagem ainda desconhecido de John Boyega, que parece estar perdido no deserto, e trajando o que parece ser uma versão moderna do traje dos Stormtroopers, as tropas de elite do Império Galáctico. Aqui vale reforçar que a polêmica do “stormtroopers não podem ser negros, são todos clones” é incoerente e infundada, dado que, na época de Episódio IV: Uma Nova Esperança, o Império já recrutava pessoas comuns à anos - daí o sonho inicial do Luke em se alistar na Guarda Imperial.



Uma das estrelas do trailer certamente é o pequeno robozinho que aparece logo depois, deslizando pelo que eu acredito serem as ruas de Mos Eisley, o porto espacial de Tatooine,  principalmente pela nave e o Pod de corrida sucateado ao fundo. Será que teremos uma referência à famigerada Cantina? - Han atirou primeiro! - O robô, que tem uma cabeça parecida com a dos modelos R2, mas um corpo e maneira de locomoção diferente, já evoca o carisma dos robôs mais famosos da série logo de cara. E foi interessante a escolha de mostrá-lo no trailer e não seus "irmãos" mais velhos, visto que já foi noticiado que R2-D2 e C3PO estarão no filme.


  

Aqui vemos uma cena com os Stormtroopers, com seu novo design de uniforme, em fila indiana, todos armados. A cena, escura e sombria, se relaciona melhor com o que conhecemos das forças armadas do Império, implacáveis e impassíveis. Estaria o personagem de John Boyega aqui? Seria ele um desertor? E a pergunta que não quer calar, quem estaria comandando os Stormtroopers agora, visto que em Episódio VI: O retorno de Jedi, o Império é supostamente destruído?



De novo em Tatooine vemos o segundo rosto humano do teaser. Trata-se de Daisy Ridley, interpretando uma personagem ainda desconhecida, mas que acredito ser uma das personagens principais, junto ao Boyega. Os rumores apontam a possibilidade dela ser filha de Han Solo e Leia -Skywalker- Organa, mas nada foi confirmado. O mais interessante nessa pequena sequência é o objeto estranho amarrado ao lado do veículo. Muito semelhante à empunhadura de um sabre de luz. Seria a personagem um Jedi em treinamento? Ou teria ela apenas encontrado o item? Mais perguntas que deverão ser respondidas no futuro próximo.



Ela está numa espécie de hoverbike, mas diferente das que vimos na franquia antes, esta tem um design mais bruto e menos aerodinâmico, o que pode indicar que o veículo poderia ter tido alguma função além de transitar pelas areias do planeta desértico, ou que foi feito pela própria usuária.



E se o Império parece ainda estar firme e forte, a Aliança Rebelde da trilogia original continua marcando presença. Nessa próxima cena, vemos o ator Oscar Isaac, interpretando um ainda não nomeado (percebem o padrão aqui né?) piloto de X-Wing. Em seu capacete e colete de proteção, a simbólica e inconfundível insígnia da Aliança Rebelde pode ser vista, mostrando que a resistência ainda existe, e muito bem equipada, obrigado.

 

Confesso que, se já não estivesse extremamente empolgado pelo trailer, aqui ele teria me ganhado completamente. As três naves, voando em formação na superfície de um lago desconhecido, evocando imagens da minha infância regada à Star Wars, realmente pegaram meu lado fanboy de jeito! O planeta aqui desconhecido, cheio de árvores e água, me fez pensar em Naboo, planeta natal do polêmico Jar Jar Binks’, mas também me lembrou a Lua Yavin 4, lar da Aliança Rebelde em Episódio IV: Uma Nova Esperança. Entretanto, pode se tratar de um lugar completamente novo.



A próxima sequência, é uma cena sensacional. Ao que o narrador, com a voz soturna e carregada do sotaque quase britânico comum aos Lords Sith da franquia, anuncia o lado escuro da eterna dicotomia que regra o universo da série, “The Dark Side...”, somos apresentados à uma figura sombria, encapuzada e que, num movimento brusco e errático, empunha um sabre de luz cujo cristal sintético projeta uma lâmina de cor vermelha. O mais interessante aqui é que, após projetado o laser principal que compõe a lâmina, dois outros lasers menores são projetados em cada lado do sabre, formando uma espécie de guarda.


    

Esse novo design é fantástico, e uma referência direta às espadas medievais, dando novos ares à antiga temática samurai dos Jedi do George Lucas. A consistência do laser também parece diferente, vibrando ativamente, de forma selvagem, dando a impressão de poder. Os Siths definitivamente estão de volta! O cenário aqui me lembrou bastante a Lua Florestal de Endor, lar dos Ewoks, com árvores muito altas e esparsas, só que evidentemente na estação do inverno.
                                                                                                                                                                 


“and the light.”, completa o narrador, no que somos arrebatados com a cena mais empolgante do trailer.  A Millenium Falcon do Han Solo, talvez a nave mais emblemática da série, aparece num espetacular voo rasante ao som do tema principal da franquia, voando sobre os desertos de Tatooine e enfrentando dois TIE fighters, aquelas pequenas naves padrão do Império na trilogia clássica. Sensacional, meus amigos, sensacional! Interessante notar que a antiga antena (parabólica) da nave, que foi destruída na trilogia clássica, foi substituída por uma antena mais moderna.



Por fim, temos o logo do filme, acompanhado da data de lançamento, o som de um sabre de luz, e uma nova esperança (viu o que fiz aqui?) de que esse episódio possa ser a melhor coisa lançada pela franquia desde 1983, antes que um George Lucas ensandecido quase colocasse tudo à perder com uma nova trilogia em 1999.



Com Mark Hamill,  Carrie Fisher e Harrison Ford já confirmados e reprisando seus icônicos papéis de Luke Skywalker, Leia Organa e Han Solo, dirigido por J. J. Abrams e com lançamento previsto para Dezembro de 2015, Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força tem tudo para dar nova vida à franquia, angariando novos fãs e reconquistando os antigos, assim reacendendo e mantendo viva a Força para as próximas gerações.

Criando Heróis desenvolvido por Templateism.com copyright © 2014

Tecnologia do Blogger.